Notícias da Segurança Privada

As vantagens da terceirização de serviços

As vantagens da terceirização de serviços


Esclarecimentos sobre o conceito de terceirização de serviços

No início dos anos 90 chegou ao Brasil um conceito amplamente adotado em outros países, principalmente nos Estados Unidos: a terceirização de serviços ou, em inglês, outsourcing. Ainda hoje existem muitas dúvidas em relação à terceirização: o que é exatamente a terceirização de serviços? Quais áreas de uma empresa estão sujeitas a terceirização? Como implantar um processo de terceirização? Quais os benefícios e vantagens?

Terceirizar um serviço significa transferir a um terceiro (pessoa jurídica) a responsabilidade pelo planejamento, execução e controle de determinada atividade. Atualmente, entre os setores que mais terceirizam, podemos destacar as áreas de informática, contabilidade, logística, telemarketing, portaria, segurança, limpeza e conservação.

São passíveis de terceirização, todas as “atividades-meio” de uma empresa ou organização, ou seja, aquelas que suportam seu produto ou serviço final. Não estão sujeitas à terceirização as “atividades-fim” de uma empresa, ou seja, aquelas que constam no contrato social e que a definem em um contexto empresarial e econômico. Por exemplo: uma empresa de informática pode terceirizar seu serviço de vigilância, mas não pode terceirizar o suporte de TI (tecnologia da informação); em contrapartida uma empresa de vigilância pode terceirizar seus serviços de informática, mas não pode terceirizar a sua segurança.

Para que o processo de terceirização seja bem sucedido é fundamental escolher corretamente o parceiro. A empresa de terceirização é aquela que conhece o segmento; que tem know-how. Será a responsável pelo planejamento, execução e controle. Deve otimizar os recursos materiais e humanos e racionalizar a infraestrutura, gerando excelência técnica. Não confundir terceirização de serviços com empresas fornecedoras ou locadoras de mão de obra, que apenas disponibilizam pessoas, sem gerar valor agregado ao cliente.

É preciso fazer um acompanhamento administrativo eficiente, que controle e fiscalize mensalmente o pagamento de salários e benefícios e o recolhimento de encargos e impostos. Essa pratica visa minimizar o surgimento de passivos fiscais e trabalhistas, da qual o cliente também é responsável, na forma de subsidiário.

A terceirização possibilita uma análise simplificada e objetiva das despesas que compõe o serviço, que se traduz em um controle mais eficiente dos gastos e na redução de custos. A diluição de despesas ao longo de doze meses, como férias e 13º salário, alonga o fluxo de caixa e viabiliza a alocação de recursos em outros projetos e investimentos.

Em caso de faltas, justificadas ou não, licença maternidade e/ou paternidade, férias e afastamentos médicos, a empresa terceirizada repõe de imediato e com qualidade compatível o posto de trabalho que ficou descoberto, mantendo o padrão de produtividade do cliente.

No cenário econômico atual, onde a globalização se faz cada vez mais presente, acirrando a competitividade e aumentando os níveis de exigência, a terceirização de serviços, quando bem implantada, é uma excelente opção para empresas que buscam reduzir custos e obter excelência técnica em atividades específicas, concentrando suas energias onde é mais importante, no seu core business.

Gabriel Tinoco

DSE, ASE, CES, Administrador de empresas pela PUC-SP. Pós-graduado em planejamento e controle empresarial pela FAAP-SP. Pós-graduado em gestão estratégica em segurança empresarial pela Universidade Anhembi Morumbi. MBA em Direção Empresarial pela Universidade Pontifícia Comillas de Madrid – Espanha. Formado na 1ª turma do curso de gestão e controle da segurança privada pela Fundação Brasileira de Ciências Policiais da Polícia Federal. Master em PNL. Certificado de especialista em segurança pela ABSO e pela ABSEG. Sócio Administrador do Grupo Muralha.